sábado, 20 de setembro de 2008

I Believe I Can Fly (III) by LD




Li no Público de Sexta (http://jornal.publico.clix.pt/magoo/noticias.asp?a=2008&m=09&d=19&uid=&id=276501&sid=55185a=2008&m=09&d=19&uid=&id=276501&sid=55185) que o candidato republicano John McCain afirmou que caso seja eleito não se reunirá com o primeiro-ministro espanhol Rodriguez Zapatero. Porquê?! perguntam vocês. Porque pelos vistos para McCain, o congénere espanhol de Sócrates não partilha dos mesmos princípios que os EUA ("direitos humanos, democracia e liberdade"). Como é óbvio, esta declaração causou enorme polémica, mas McCain reafirmou a sua intenção. Há quem diga que McCain confundiu Zapatero com um qualquer líder sul-americano "anti-EUA", mas a confirmação parece deixar claro que ele sabia a quem se estava a referir. Não sendo dia 1 de Abril, só posso crer que se trata de uma verdadeira notícia.



PS - O sr. McCain esquece-se é do constante desrespeito norte-americano pelos direitos humanos, por vezes até mesmo em missões que visavam combater os "malvados" que não respeitam os direitos do Homem. Esquece-se também que democracia nem sempre tem sido a palavra que melhor descreve os regimes que eles "financiaram" ao longo de décadas. Esquece-se ainda que com NSA's, CIA's, FBI's, etc., e as tecnologias "big brother", a liberdade talvez não seja assim tanta entre portas...Ah e esquece-se por fim, que Zapatero é primeiro-ministro de Espanha, um país que se pauta pelos ideias democráticos e liberais. Talvez pense que em Espanha ainda manda o General Franco (será ainda mais conservador que eu pensava?!). Mais uma declaração exemplificativa do que nos (Mundo) espera se os republicanos ganharem a corrida à Casa Branca. E tenho dito...




LD

2 comentários:

André disse...

A idade não perdoa a ninguém! O senhor McCain parece-me um pouco perdido.Falando um pouco mais a serio, é grave que antes mesmo de ganhar as eleições, os Republicanos já estejam a marcar posiçóes de guerra pela mão das suas duas figuras fortes.
~André

Eduardo disse...

McCain não perdoa, Amén! Ou ele prestou estas declarações tendo por base nada mais que a sua santa ignorância (ou seja, nem sequer sabe localizar a Espanha na Europa, ou sabe sequer o que é a Espanha), ou então o candidato à Casa Branca pretende incluir os "nuestros hermanos" no Eixo do Mal (como o Irão, o Iraque, a Coreia do Norte...). Nevertheless, seja qual for o motivo que o levou a afirmar e a reafirmar tais descabidas declarações, acho que é de preocupar se ele ganhar as eleições. Inspira-se um leve ar a Guerra Fria neste frágil Mundo. A História tem destas coisas, é cíclica. Go Obama!